Reverso

escrevo

preciso me libertar e criar

me fazer através de exercícios

constantes

sinto saudades suas

da sua significância e do se contorno

cada pausa cada fonema

escrevo pois és a minha crise

meu consolo meu solo para noutro momento compartilhar.

Sonoro prum sonho no outro emendar.

Escrevo para encontrar a saída do labirinto

ou para me perder mais e enfrentar o minotauro

para deixar a frase irônica e definitva

a que vai na lápide séria de pedra

que de maneira alguma representa o peito

aberto e a cara estranha que se desenhará debaixo da terra.

Escrevo pois a menina lépida e voraz do pastoreio

dira se presta ou não o conhecimento pouco de letras

e muito pouco de mim mesmo.

Escrevo cavucar – rebuscar as sensações

já que não sinto no presente e tenho dúvidas

se é proveito o feito no passado nas minhas expressões de agora.

escrevo desabafar – é reconhecer a extrema capacidade dos outros

poetas de se fazerem ouvir em meio ao grito da voz opressora do meio.

despejo escrevinhar – fazer o o que faço agora

rescrever e poetizar – deixar o cachorro gritar a tv latir e juntar meus cactos

para sentir melhor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s