um devaneio simples

por muitas vezes é melhor libertar

por muitas vezes a única escravidão deveria ser o amor.

por muitas vezes o real é gratidão de um amor.

que ele não volte.

mas que ele deixe marcas indeléveis nas suas escollhas futuras

até sendo o mesmo amor, até que ele venha cansado mas que seja o amor

até que ele venha, velho cansado e amor.

Se deseja o amor mas o que se deseja ao amor?

Quero o firme comprimisso com a pura verdade única do meu eu?

Quero o propósito disforme do desejo.

Pois o querer ainda permanece imperfeito.

E se quer num desejo secreto de compreender o imperfeito o amor para se compreender.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.