delírios e deslumbres

as vezes eu queria saber o que você pensa de poesia quando chega madrugada só pra saber onde você quer me estar

outras eu só queria saber que você me quer

mas olha bem a merda em que nos metemos

um é olhar pro céu e o outro a conquistar terreno.

Muitas vezes eu queria um deslumbre pequeno
mas foi tudo tão grande que não compreendo

ah verso que você dança seja o delírio qual for

queria que você se abrisse mais pra mim como uma flor.

Tiago Felipe Viegas Carneiro 13/12/13

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s