Brasília

Foguete1Para Mário Sérgio Sallorenzo e Marcelo Benini.

Brasília foi um tempo fantástico. Descobri minha infância. Descobri minha adolescência. Redescobri a mim mesmo e meu tempo confuso de contar o que vejo. Olhei minha cidade, vivi seus pecados e liberdades. Encontrei o espírito jovem de uma cidade que não envelhece, mas cresce como tudo neste país, desordenadamente.

Conheci o metrô. Deparei com várias falhas na locomoção pela cidade, constatei que na cidade de todos nós o acesso é por carro, o transporte público oferecido não é suficiente, assim como em todas as outras cidades deste país.

Vi que, uma vez extinta a religião e com a necessidade de colocar algo no lugar, Niemeyer será visto como uma espécie de santo padroeiro dos skatistas e patinadores, pois criou coisas lindas em uma enormidade de concreto armado.

Entendi que o tempo seco faz bem à minha caspa crônica. Menos estresse, menos tempo perdido onde não quero estar. Quando quis perder tempo, foi por uma decisão minha e isso foi ganhá-lo e foi trazê-lo de volta pra mim.

Mas o que mais me chamou a atenção foi no final, num final de semana em que encontrei duas pessoas.

Uma me disse que aquele velhinho no espelho não era ele e outra disse que, após se olhar no espelho, seria um velho, pois não aguentava mais as badaladas do dia.
Então fiquei eu lá em meio aos meus pensamentos entre a sexta e o domingo. O primeiro tem uma vida longa e pródiga de pensamentos e de conhecimentos de que todos deveriam desfrutar; já o outro poderia se sentir como aparenta e começar a descobrir o que é viver até chegar a se olhar no espelho e dizer: “Aquele velhinho lá não sou eu”.

Então pude sentir o que era estar em Brasília, saborear as reflexões sobre passado, presente e futuro em meio ao Planalto Central, ali sentado, centrado em mim.


Texto originalmente publicado no blog da
Galeria do Rock, em 11/12/2013 (link).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.