amarra

 

deixa  a chuva pra lá

 

 

muitas vezes a solidão

e meus solilóquios me deram medo

me travaram

muitas vezes a melancolia

e meus meus apertos no coração me deram imobilidade

 

outro dia pensei assim

minha amarra é uma condição auto imposta

 

aí saí para dançar na rua.

 

 

Tiago Felipe Viegas Carneiro 27/02/2014

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.