O ARRANCO

erva-daninha

Vai que sobra, arranca

Vai que cansado no final da obra, arranca

Vai que erva da minha arranco

Vai que obra, se manca

Vai que começa, arranca

Se adormece se acorda

acorda doce

e doce dorme, é sempre melhor no dia seguinte

o bolo, a sopa, o creme, o pensamento, o sentimento

o sonho que se sonha acordado e junto se torna sempre melhor.

Vai que arranca!

Tiago Felipe Viegas Carneiro 12/03/2014

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.