poema noturno para despertar cedo (insônia)

Rio_São_Francisco

 

Acordo como se me faltasse algo

são seis da manhã

muito cedo

esse não é o horário da minha expectativa

esse nunca foi o horário que eu queria para minha vida, cedo

acontecer cedo

queria acontecer no tempo por mim determinado

um tempo de conforme idade

 

mas nada é assim

 

vem logo o sol que invade a janela e me dá vida nova

 

vem de pronto as respostas ilógicas as minhas questões filosóficas

e está feita a vida.

 

me lembro de uma canção e acalmo

 

o que vem é como o caminho do rio

tem curvas e longos leitos até o fim.

o que nos para não é miragem

é o amparo necessário para descansar.

 

e mesmo nas águas do rio algum conhecimento

da navegação é preciso para nos fazer andar.

 

Então eu não me revolto como no rebolo do rio a afunilá-lo

então eu percebo que eu sou um tipo dentro do caminho

e confluo para vida dentro do mar, somos dois eu e ela um rio

tudo é água

salgada, doce, corpórea, gasosa, dentro de um corpo cavernoso

como broto a aflorar o gosto de pólen pelo ar

 

então entendendo, com tudo isso não posso me domar a acordar tarde para florescer

se eu sou meu tempo.

 

 

 

Tiago Felipe Viegas Carneiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s