movimento I

setas, direção, luz

 

 

 

tudo se move

deixar estar que quando se precisa a luz se move até você

nada nunca está no mesmo lugar

as casas desmoronam

os prédios se erguem

você busca

tateia o espaço

desliza o pé com medo

o movimentar do braço até o repuxar do dedo

tudo isso se faz não sabendo

você não tem mais aquela luz,

você tem que reconstruir tudo cego

sabendo só de si

e querendo saber o que se requer para reorientar

 

abrir o olho em meio a sensação vertiginosa da velocidade da vida

abrir os braços para abraçar e não mais bradar só num lugar escuro

afagar a si

se proteger de si

 

saber

nada será como o antes nem o amanhã

se alimentar de si mesmo

ter as quatro letras cravadas na ideia e na realização

 

 

Tiago Felipe Viegas Carneiro 11/11/2014

 

Para Bisdré

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.