do que não há necessidade de ser dito

 

tempo

 

 

 

 

O que não se diz da dor

Se diz do amor

 

Não se dá a dó, pois foi por si só digno

se diz sou grato

 

 

Não se desdiz amor

se dá farewell

 

Com todos os custos um dia

vai embora

 

e deixa no dia a dia os saberes

de seu acontecimento (grato)

 

mas a vida se desdobra então nessa situação

 

 

o que se diz agora é amor

 

pois no novo não há foz de dor

 

 

dá-se nó atrás de nó

diz-se: – a gente se desata e se basta

 

 

Não se desdiz amor

é dito: – Se for paz pode ficar.

 

Com todos os seus ofícios

com todas as suas obras

crava uma nova muda, sou grato.

 

 

 

Tiago Felipe Viegas Carneiro 20/05/2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s