Te olhei pequena

Te olhei muito pequena e de um dia pro outro fugistes de mim

Tudo era só um ato de uma peça em que vinhas saltivas fugias e voltvas pra mim

Você pequena era tudo

Você pequena e agora arguta vislumbro

Um monte de percursos e epopéias

Um monte de circos, círculos e prosopopéias

Um monte, umas barreiras

Vários sonhos, mil desvarios , arroubos e peripecias.

Teus anelos de cabelos aprumados em pose contra o vento rumando pelo teu caminho

Teus pés soltos pelo mundo mindinho fazendo o que dá pra fazer

Enfim um globo enorme que nos coube descobrir.
Tiago Felipe Viegas Carneiro 24/06/2016

Anúncios

Uma resposta para “Te olhei pequena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s