Romper (2)

Para nascer,a bolsa

Para crescer, limites

Ao entender, o pré estabelecido

Ao amadurecer, desacordar o negociado

Ao entender, desfazer as amarras suas que te prendem ao outro constituindo um novo mundo mais solto às ideias postas 

Intrarromper suas veleidades dando suporte às conquistas pelas tuas verdades

Naufragar em mares ditos calmos em tempos disfarçados de mornos 

Constituir novas cidadelas

Atravessar rios e ruas a nados com atitudes de insurgência

Desprometer histórias e memórias falsas

Criar nova abrangência.

teu próprio hímen

o protótipo do “homem”
Retorcer a âncora de tal forma que ela dê saciedade ao caminho do barco e a desforra do peixe.
Romper

Sem interromper a paisagem que a vida dá.
Tiago Felipe Viegas Carneiro 28/08/2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.