é só olhar pro céu

coisas-lindas-da-minha-vida

 

 

“se quiser ver o leite derramado é só olhar pro céu”

Dr. Sabe Tudo – Rubinho Jacobina

 

 

Nos tidos ritos de viagem se sentir abandonado, estando prostrado, incompleto, em plena consciência de si sozinho.

Nos ciclos de vícios que te levam ao vazio se preencher da própria absentia, de arrependimentos e pecados nunca consumados do corpo ausente.

Caminha-se pela rua, as memórias aparecem, o olho alcança mais do que o coração aceita. Nem toda memória poderia, jamais!, dar à um ser uma sensação de incompletude.

Volta-se a si e assim de per si a mesma casa. Objetos viram um tipo de afeto cuja efemeridade se vai com o sonho. Eles só ganham valor no uso contínuo até findar.

Assim como os sentimentos há que se gastar a saudade, deixa ela ocupar o que a ausência causa. Deixa causar o que não se pode ser feito no momento em que se quer e o brinde da frustração ao seu final.

É desconfortável esperar que isso passe sem a presença do desejado mesmo estando com os pés e mãos no solo, mesmo com o tronco retorcido, mesmo insone de tanto sonho vencido.

Não há regras nem percalços nesse sentir ido. Não há alternativas que não seja pensar que após de tão duro tempo o momento em que vocês aparecerem eu serei o leite derramado em pleno céu.

 

 

Tiago Felipe Viegas Carneiro 12/01/2017

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s