Estar num lugar que não é você (Nunca será)

Dos corais

Dos ribeirões

Das pesquisas

das enchentes

Das chuvas

Das regulagens das marés

Quantos não afundaram sua âncora no ranço da lama do mar enganando o pescador?

Se fossen efeitos da natureza semeariam

Se fossem somente feitos pela correnteza amor trariam

Mas teu peixe rei e teu sapo distribuem egoísmo e alteração de consciência sem sentido

Mas teu tempo é de ser outro vão perdido, um ente perdido entre milhares de histórias comuns

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s