Só os dois

Tocar teu corpo

com o coração
Não tendo somente o tato como germe
Tocar teu coração
Como uma construção de Gaudí 
Deixando o que não tem palavra fazer sentido
Apaixonado
Me sentido de novo imberbe
Como se montasse o dorso todo
com peças de um tangran fecundo
Amando
Como que se negar a batalha fosse o mais importante 
Como se trastejar a nota fosse o mais empolgante
E fosse o que ninguém mais botasse reparo
Te amar é como encher os olhos de esperança de tanto ver a lua
É ter o ninho sempre ao lado  no caminho que se desejar.
Tiago Felipe Viegas Carneiro 17/10/2019

Para Mel Corá, tanto e sempre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.